Notícias

Urbs faz perícia extra em frota de articulados e biarticulados

Foto:Divulgação

| 26/7/2018

Técnicos da Urbs (Urbanização de Curitiba S/A) fizeram nesta quarta-feira (25/7) vistoria extra em 14 veículos da frota de biarticulados e articulados da Empresa Sorriso, proprietária do ônibus que teve o rompimento de uma dobradiça da tampa do assoalho, na manhã de terça-feira (24/7).

Todos os veículos articulados das cinco empresas que atendem a Rede Integrada de Transporte (RIT) passarão por inspeções extras durante esta e a próxima semana para a avaliação das dobradiças dos assoalhos. Incorporados à frota no ano de 2011, os ônibus estão com a vistoria em dia e no prazo de vida útil.

“A Urbs cumpre a tarefa diária de fiscalizar e monitorar as condições dos veículos e aplicar multas em casos de negligência de manutenção. O ônibus que apresentou avaria não teve dano estrutural que pudesse parti-lo ao meio nem que pusesse em risco os passageiros. O problema foi em uma dobradiça da tampa do assoalho”, disse o prefeito Rafael Greca.

Assim que verificado o problema, o veículo da linha Boqueirão/Carlos Gomes teve a viagem interrompida e foi retirado de circulação para ser periciado. A empresa responsável foi notificada e poderá ser autuada. Todos os 1.650 ônibus urbanos do transporte coletivo de Curitiba, frota circulante e reserva, passam por inspeção diária de segurança.

“É um veículo ainda na metade da vida útil. Como tivemos esse caso na terça-feira reforçamos a inspeção com foco nas dobradiças das tampas do assoalho”, explica o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto.

De acordo com o presidente da Urbs, a perícia apontou ferrugem na peça que quebrou. “Isso pode ter relação com qualidade da água usada na limpeza dos veículos. Tudo será avaliado para garantir a segurança dos usuários”, reforçou Maia Neto.

Revisões

Mecânicos da Urbs fazem 350 revisões por mês em ônibus da frota urbana. Os veículos com menos de dez anos passam por duas vistorias técnicas anuais.

Para aqueles com tempo de fabricação acima desse prazo, as vistorias ocorrem a cada três meses. Cada vistoria avalia 75 itens de segurança e emissão de poluentes na fumaça. Os técnicos inspecionam a estrutura e registram o funcionamento do motor, dos sistemas elétrico e hidráulico, freios, das embreagens e dos pneus, as condições dos bancos, a limpeza e validade do atestado de dedetização. Até jatos d’água são usados nas inspeções para verificar infiltração, simulando dias de chuva.

Se tudo estiver em ordem, a empresa recebe um laudo para que no prazo de cinco dias retire na Urbs o selo de inspeção que tem ficar à mostra, na parte superior do posto do motorista. Caso um fiscal do transporte identifique um ônibus circulando com o selo de vistoria vencido, o veículo é imediatamente retirado da frota e a empresa multada de acordo com o regulamento.

 
 
 


Categoria: Transporte Coletivo

Arquivos

Outubro 2018
Setembro 2018
Agosto 2018
Julho 2018
Junho 2018
Maio 2018
Abril 2018
Março 2018
Fevereiro 2018
Janeiro 2018
Dezembro 2017
Novembro 2017
Outubro 2017
Setembro 2017
Agosto 2017
Julho 2017
Junho 2017
Maio 2017
Abril 2017
Março 2017
Fevereiro 2017
Janeiro 2017
Dezembro 2016
Novembro 2016
Junho 2016
Maio 2016
Abril 2016
Março 2016
Fevereiro 2016
Janeiro 2016
Dezembro 2015
Novembro 2015
Outubro 2015
Setembro 2015
Agosto 2015
Julho 2015
Junho 2015
Maio 2015
Abril 2015
Março 2015
Fevereiro 2015
Janeiro 2015
Dezembro 2014
Novembro 2014
Outubro 2014
Setembro 2014
Agosto 2014
Julho 2014
Junho 2014
Maio 2014
Abril 2014
Março 2014
Fevereiro 2014
Janeiro 2014
Dezembro 2013
Novembro 2013
Outubro 2013
Setembro 2013
Agosto 2013
Julho 2013
Junho 2013
Maio 2013
Abril 2013
Março 2013
Fevereiro 2013
Janeiro 2013
Dezembro 2012
Novembro 2012
Outubro 2012
Setembro 2012
Agosto 2012
Julho 2012