Arcadas de São Francisco

Comunidade

Lojas comerciais

As ruínas de hoje são reciclagem de uso das obras inacabadas da Igreja de São Francisco de Paula. Em 1811, ficaram prontas a capela-mor e a sacristia. Em 1860, as pedras que finalizariam a obra teriam sido usadas na conclusão da torre da antiga Matriz. Cercado de lendas, o espaço remete a histórias de túneis e piratas. Em 1995 foram revitalizadas, com comércio típico sob as arcadas e espetáculos no palco, com arquibancadas ao ar livre.